26 Mar 2011


Os caras do Linkin Park sempre foram socialmente conscientes e ativos. Seus esforços de ajuda humanitária começaram com o tsunami na Indonésia.

“Quando algo assim acontece, isso se torna mais importante para nós do que ir trabalhar”, afirma Mike Shinoda, da banda Linkin Park.

E, infelizmente, com desastre após desastre ao redor do mundo, não houve trégua na necessidade nem acomodamento nos esforços da banda.

Eles oficializaram o “Music for Relief” e uniram-se com o “Save the Children” e agora têm uma rede bem grande de amigos na indústria para produzir o “Download to Donate” www.downloadtodonate.org


Lá, por dez dólares, você pode baixar músicas originais de uma variedade de artistas que estão aderindo a causa, artistas que, como o Linkin Park, fazem turnês pelo mundo, são conhecidos e conhecem as pessoas.

“Nós definitivamente estamos muito em contato com nossos fãs, e nos importamos com coisas como esta porque sabemos que, se olharmos nas páginas do twitter ou nos nossos quadros de mensagens, encontraremos fãs do Japão lá”, afirma Mike Shinoda, da banda Linkin Park.



Mike Shinoda e seus companheiros de banda têm a vantagem de o Linkin Park ter estado desde seu início em contato constante com seus fãs, fazer meet & greet e dar autógrafos por onde quer que se apresentem já faz parte de seu show.



“Nós apenas decidimos que era algo que não queríamos perder. Nós queríamos ter certeza de que, não importa o que acontecesse com a banda, nós meio que manteríamos esse estilo de comunicação e de relação com os fãs”, afirma Mike Shinoda, da banda Linkin Park.



Então não foi nenhuma surpresa, realmente, saber que seus fãs já estavam ouvindo.

“Nossa banda, e outras bandas e pessoas envolvidas, têm apenas que dar o seu melhor para tornar as pessoas conscientes das coisas que estão acontecendo, e dar-lhes formas específicas de ajudar, ao invés de dizer ‘oh, isso é triste’”. Afirma Mike Shinoda, da banda Linkin Park.

E há mais de uma maneira de ajudar.



“Os fãs podem copiar e colar o material para divulgar. Nas suas páginas do Facebook, nos seus Twitters, nos seus blogs, seja onde for. Tornamos a divulgação realmente mais fácil para as pessoas”, afirma Mike Shinoda, da banda Linkin Park.

E essa é uma maneira de encontrar alguém que possa doar.



Há ainda, camisetas desenhadas por Shinoda, que estão à venda nos sites.

Músicas, dinheiro, materiais e mensagens, opções que podem ser feitas através de cliques para se tornar um participante ativo na ajuda.